sábado, 15 de agosto de 2009

Dizem que é isso...

férias (s. f. pl.)

  1. Tempo durante o qual não funcionam aulas, tribunais, etc.
  2. Interrupção relativamente longa de trabalho, destinada ao descanso dos trabalhadores em geral.

É, parece que sim. Vou só ali aproveitar uns quinze diazitos sob o sol do Algarve e volto logo logo.

Só que bem mais bronzeada, espero.

Words To Live (nº5)

"Façam o favor de ser felizes!"
Raul Solnado

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

"Vale a pena ficar de olho nesse blog!"

Acabei de ler isto, aqui, graças a ela. Dizem que não se deve boicotar as regras e é melhor não arriscar - não vá eu ficar amaldiçoada, como já fiquei umas quantas vezes por não reencaminhar certos e-mails para dois quarteirões de pessoas. (Já colecciono um variadíssimo leque de maldições: o não-vais-encontrar-o-amor-da-tua-vida, o vais-morrer-ao-virar-da-esquina-atropelada-por-um-camião ou o vais-passar-o-resto-dos-teus-dias-sem-beijar-ninguém.)

Reza a lenda que os desafortunados que foram presenteados com este tenebroso selo devem:

1. Exibir a imagem do selo; [feito]
2. Publicar o link do blogue de quem o/a indicou; [feito]
3. Indicar 10 blogues da preferência; [feito]
4. Avisar os indicados e publicar as regras; [feito]
5. Conferir se os blogues indicados repassaram o selo e as regras. [oh, poupem-me sim? quem é que cumpre esta?]

Sintam-se amaldiçoados/presenteados:

- A Minha Vida Dava... um Blog

- Au Revoir Camille

- Café Au Lait

- Cartas à Filosofia

- Eish

- Guia das Mulheres para Totós

- Marie Etcetera

- Peanut Butter

- Sweet Escape

- The Greatest Sound

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Só mais uma...

Sim. É outra vez esta imagem e esta frase que transportam este sentimento que já se alastrou por milhares de blogs. Não critico porque como vêem, ela já mereceu lugar aqui também. É comum a todo o ser humano sentir falta de alguém e isso valeu-se pelo número de bloggers que se renderam a admiti-lo com esta imagem.
Podia agora encher dois parágrafos a lamentar-me sobre as pessoas com quem perdi contacto de forma drástica e que me fazem falta - aqueles nomes que surgem inconscientemente na minha mente cada vez que leio a frase.
Todos nós temos os nossos motivos para o afastamento, uns mais graves que outros, é certo mas em comum todos sentimos saudade, o que significa que a vontade de uma reaproximação está bem presente. Porque não? Porque não fazer essa pessoa saber que de facto sentimos a sua falta?

"Olá Ana, como estás? Certamente estás a estranhar esta mensagem vinda de quem vem, depois de tanto tempo, depois de tudo o que se passou.
Tenho ido ao teu hi5, vejo que estás feliz e seguiste o teu grande sonho: as artes! No outro dia o Emanuel disse-me que estavas cada vez mais bonita; já se sabe que ele vai ser um eterno apaixonado por ti.
Sabes, não esqueço aquele Verão, pelas melhores e piores razões. Agiste mal, muito mal mas eu agi bem pior quando não percebi que a única coisa que precisavas era de mim do teu lado. Desculpa-me por isso, as coisas podiam ter sido bem diferentes, podiam.
Nem sei se me sinta ridícula ou corajosa. Ia mandar-te mensagem no teu aniversário mas faltou-me a coragem, agora pelo menos isso já tenho.
Já lá vão dois anos, nunca mais nos falamos, pensas que não me importo, mas sinto muito a tua falta..."

[ENVIAR]


Seja o que Deus quiser...